Paróquia Santo Antônio - Itapira - Diocese de Amparo
 
 

DESTAQUES

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:

DESTAQUES

FOTOS EM DESTAQUE

 

Conselho Assuntos Econômico Paroquial (CAEP):

A importância da atuação do Conselho Econômico Paroquial - CAEP

Você sabia que em toda Paróquia há que haver dois importantes Conselhos, cuja função é decidir, juntamente com o pároco, tudo o que vai ser feito na mesma? Ao contrário do que muita gente pensa, não é o pároco, sozinho, que decide tudo. Por se tratar de uma comunidade, e, sobretudo, de uma Instituição Jurídica, as decisões têm que ser submetidas a estes dois Conselhos. Um que trata dos assuntos pastorais (o CPP) e o outro que responde pela parte administrativa e financeira (o CAEP). Neste artigo vou descrever, rapidamente, sobre o CAEP.
A sigla CAEP significa Conselho para Assuntos Econômicos da Paróquia. Há paróquias que usam siglas distintas para denominar o Conselho Econômico Paroquial. Independentemente da nomenclatura usada, tal Conselho deve ser constituído de membros participantes da comunidade paroquial que podem ser indicados pela comunidade, porém, têm que ser aprovado pelo pároco e pelo Bispo. Esse Conselho tem por finalidade colaborar com o pároco na administração dos bens da paróquia, como pede o Código de Direito Canônico (Cân. 537). Alguns podem perguntar o por quê da existência do mesmo. A constituição na paróquia do Conselho para Assuntos Econômicos é obrigatória por determinação canônica e o mesmo deve ser distinto do CPP. Há um documento que rege esse Conselho, o Regimento do CAEP, e tudo o que é feito na paróquia deve estar em consonância com esse Regimento.
A função do CAEP é cuidar do patrimônio da paróquia, inclusive do patrimônio das capelas, e administrá-los de acordo com as orientações da Diocese contidas no Regimento do mesmo. Além disso, o CAEP é responsável também pelo quadro de funcionários da paróquia. Constitui patrimônio da paróquia os bens móveis e imóveis adquiridos com recursos da diocese ou da paróquia ou a ela doados (cân. 1257). O patrimônio paroquial é administrado pelo pároco, em nome da Autoridade diocesana, com a colaboração do CAEP.

Todos devem ter formação e prática religiosa e serem competentes em assuntos de administração e merecedores da confiança do pároco e da comunidade. Dentre esses membros é escolhido um coordenador, o qual pertencerá de direito ao Conselho de Pastoral Paroquial (CPP). O mandato dos membros do CAEP é de dois anos, podendo ser reconduzidos no todo ou em parte e, ao término dos dois anos podem ser renovados por mais dois, não mais que isso. Esse tempo pode variar de acordo com cada Diocese. Vale lembrar que, com a mudança de pároco cessam os mandatos. O novo pároco poderá readmiti-los na função ou formar uma nova equipe.

Coordenador: Samuel Zordan

Membros:
Samuel Zordan
Daniela Grosso Zordan
Nicodemus de Arimateia Pereira
Janei Soliani Pereira
Marcia Aparecida Bueno de Moraes Pires de Souza
Hortêncio Pires de Souza
Almir Coraça
Maria do Carmo Maciel Coraça
Rildo Luiz da Costa

Tesoureiro: Almir Coraça
 
 

DESTAQUES

Topo Direita

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber atualizações do nosso site:

DESTAQUES

VÍDEO EM DESTAQUE