Paróquia Santo Antônio - Itapira - Diocese de Amparo
 
 

DESTAQUES

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:

DESTAQUES

FOTOS EM DESTAQUE

 

Missões - Comunidade Menino Jesus de Praga Matéria:

Imagem
Quero que a Igreja saia às ruas

Após encerrar a celebração do grande Ano Santo, no qual a Igreja e a humanidade receberam tantas graças, alguém perguntou ao Beato João Paulo II, o que seria da Igreja? O papa, usando de uma carta apostólica escrita no termo do jubileu, em que fez um balanço do que foi o Ano Santo e que também dá às diretrizes para a Igreja nesta nova etapa de sua vida que se aproxima, respondeu fazendo um grande convite: “Duc in altum”, vamos juntos “remar mar adentro” (cf. Novo Millennio Ineunte n. 1). O mesmo convite que Nosso Senhor fez àqueles que seriam seus apóstolos. Eles tinham jogado a rede durante toda noite – o melhor período para a pesca – e nada tinham conseguido. Todavia, Simão diz que em atenção à palavra do Mestre iria para o meio do mar e jogaria as redes. E, como sabemos, a quantidade de peixes que veio foi imensa. Precisaram vir outras barcas para ajudá-los. Todavia, a rede não se rompeu e nenhum peixe se perdeu.

Jesus continua dentro da barca de Simão. Dois mil anos após esse fato, ele ainda continua conosco, está presente e agindo sempre na sua Igreja. Ele olha para toda Igreja e para cada um de nós e diz, no limiar deste novo milênio: “Rema mar adentro e joga as redes”. É como se nos dissesse: “Não se deixem vencer pelos problemas! Não se deixem tomar pelo desânimo! Continuem lutando. Não tenham medo de enfrentar o mundo. É necessário pescar sempre. Confiem em mim. Eu estou com vocês. Não tenham medo!”.

E nós não podemos deixar de atender as palavras do Senhor. Vamos jogar as redes. Elas se encherão, mas não se romperão, pois nenhum dos que o Pai confiou a Jesus pode ser perdido.

E como acreditamos nestas palavras, nos vem o questionamento: Por onde começar, ou talvez a cena em que logo após o discurso de Pentecostes, perguntaram a Pedro: “Que havemos de fazer?” (At 2,37). É a mesma pergunta que fazemos hoje. E a resposta é simples: não há uma fórmula mágica para enfrentarmos os desafios que o mundo nos apresenta. Há, sim, uma pessoa e a certeza que Ela nos infunde: Eu estarei convosco! Não temos um programa novo. “O nosso programa concentra-se no próprio Cristo, que temos de conhecer, amar, imitar, para nele viver a vida trinitária e com Ele transformar a história até sua plenitude na Jerusalém celeste” (NMI n. 29).

Por isso, é necessário colocar as mãos na massa. Dizia o Beato João Paulo: “agora é preciso guardar o tesouro da graça recebida, traduzindo-a em ardentes propósitos e diretrizes concretas de ação” (Novo Millennio Ineunte n. 3). Unidos a isto e escutando o insistente clamor do Papa Francisco: “Quero que a Igreja saia às ruas”, nossa comunidade percebeu a urgente necessidade de fazer missão, em alguns bairros de nossa paróquia (Boa Vista, São Vicente e Santa Barbara). Fomos impulsionados em uma ação concreta, assim como nos pede a Igreja, nos unimos e nos tornamos audaciosos, na esperança de despertar, revitalizar, renovar, confirmar na fé, muitos irmãos afastados e fortalecer a Comunidade Menino Jesus de Praga do bairro Boa Vista.

Nós, que tivemos um encontro pessoal com Cristo, queremos proporcionar aos outros este encontro. “Aqui está o desafio fundamental que enfrentamos: mostrar a capacidade da Igreja para promover e formar discípulos e missionários que respondam à vocação recebida e comuniquem por toda parte, transbordando de gratidão e alegria o dom do encontro com Jesus Cristo. Não temos outro tesouro a não ser este. Não temos outra felicidade nem outra prioridade senão a de sermos instrumentos do Espírito de Deus na Igreja, para que Jesus Cristo seja encontrado, seguido, amado, adorado, anunciado e comunicado a todos, não obstante todas as dificuldades e resistências. Este é o melhor serviço – o serviço! – que a Igreja deve oferecer às pessoas e nações”(Doc.Ap.14).

Numa palavra, fomos criados para conhecer Cristo, que é Ele mesmo o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo 14,6). Vamos em frente com grande coragem e alegria, como discípulos e missionários de seu Reino. Que Deus nos proteja e abençoe a todos que nos receberem. Que Jesus Cristo seja procurado, conhecido e amado por todos.

Pe. Tarlei Navarro
 
Fotos:
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
 
 
 

DESTAQUES

Topo Direita

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber atualizações do nosso site:

DESTAQUES

VÍDEO EM DESTAQUE