Paróquia Santo Antônio - Itapira - Diocese de Amparo
 
 

DESTAQUES

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:

DESTAQUES

FOTOS EM DESTAQUE

 

Valentine s Day - 14 de Fevereiro:

Imagem
"É tempo de romance no hemisfério norte. 14 de fevereiro é dia de São Valentino, o nosso Dia dos Namorados.

O comércio não é muito criativo de um país para outro: os mesmos corações vermelhos brilham nas vitrines das floriculturas, as fábricas de bombons fazem miséria para inventar novos tipos de laçarotes nas caixas de chocolate, deixando os apaixonados com água na boca. Filmes românticos são anunciados na TV e os restaurantes à luz de velas não têm nenhuma mesa disponível para o fim de semana.

Mas, afinal, por que São Valentino é o patrono dos amigos e dos apaixonados?

Tudo começou na Itália, na cidadezinha de Terni, norte de Roma, onde São Valentino é o santo padroeiro até hoje. Seus restos mortais também estão lá para quem quiser ver. Não é preciso dizer que no dia 14 de Fevereiro uma multidão de casais invade a pacata Terni para - dentro da basílica - prestar homenagens ao padroeiro dos namorados.

Sua igreja foi construída em 1618 no lugar onde, acredita-se, São Valentino foi enterrado. Diz a tradição que ele nasceu num vilarejo próximo, Interamna, e foi educado em Roma. Foi decapitado na época do imperador Aureliano, no ano de 273, e mais tarde, já reconhecido como mártir, proclamado santo padroeiro da cidade.

As lendas umbras contam que ele fez vários milagres para casais jovens. Dizem que o diácono Valentino também tinha o costume de presentear nubentes com uma rosa vermelha, símbolo de união duradoura. E basta ver hoje as floriculturas da Europa toda para entender que a tradição persiste.

A história mais famosa em torno da lenda de São Valentino é a que envolve Serapia e Sabino. Ambos estavam apaixonados. Ela era cristã, mas ele era apenas um cavaleiro romano pagão. Valentino chocou parte da população permitindo o casamento de ambos e o cavaleiro resolveu, logo depois, tornar-se cristão.

Mas, como em algumas histórias de amor que atravessam séculos, o final seria romântico, mas não tão feliz: Serapia morreu cedo e Sabino, inconsolável, rezou pela graça de ir atrás dela. Pouco tempo depois ele também faleceu.

Portanto, se algum dia você estiver na Itália no mês de fevereiro, não deixe de visitar o santo dos apaixonados e levar-lhe algumas rosas vermelhas. É sempre bom garantir-se contra a solidão… Muitos vão para agradecer felicidade a dois, mas outros tantos usam os poderes de Valentino como nós, brasileiros usamos o de Santo Antônio: pedidos para reconquistar um amor perdido e para achar um marido também não são raros na basílica de Terni. "
Autora: Inês Rodrigues
 
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
 
 
 

DESTAQUES

Topo Direita

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber atualizações do nosso site:

DESTAQUES

VÍDEO EM DESTAQUE