Paróquia Santo Antônio - Itapira - Diocese de Amparo
 
 

DESTAQUES

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:

DESTAQUES

FOTOS EM DESTAQUE

 

Cantos para Missa - Parte I:

Cantos da Missa:

Os cantos Kyrie Eleison e do Glória são cantos independentes que fazem parte da Missa conhecida com Ritos de Entrada.

Kyrie Eleison - Ato Penitencial

O Kyrie ou Ato Penitencial é um dos cânticos que fazem parte do chamado Ordinário ou partes fixas da Missa. Ele é uma aclamação a Cristo-Senhor: um reconhecimento da sua bondade e misericórdia e, ao mesmo tempo, da nossa fraqueza e limitação.

É um canto suplicante que expressa o pedido de perdão da comunidade orante. É também um canto de confiança emque Deus acolhe os pecadores humilhados.

A expressão grega "Kyrie Eleison" é uma das mais antigas da liturgia cristã, usada tanto no Oriente, quanto no Ocidente. Neste último, mesmo quando a língua litúrgica oficial passou a ser o Latim e não o grego, manteve-se a expresão Kyrie eleison como no original. Este termo é muito rico em significado. Em português ele é traduzido por "Senhor, tende piedade de nós". Porém, a melhor tradução seria simplesmente: "Senhor, Piedade". Ou seja o foco está no Senhor que é Piedade e não no pecado ou na miséria do fiel. Portanto, na liturgia o Ato penitencial não é um momento para o moralismo, mas para exaltar a Bondade de Deus, que nos ama apesar dos nossos pecados. Em italiano, conservou-se a tradução mais próxima ao original grego. Nessa língua se diz: "Signore Pietà" (Senhor, Piedade).

O Canto do Glória

Segundo a Instrução Geral sobre o Missal Romano, o canto do glória constitui por si mesmo um dos rito da Missa.

"O Glória é um hino antiqüíssimo e venerável, pelo qual a Igreja, congregada no Espírito Santo, glorifica e suplica a Deus e ao Cordeiro. O texto desse hino não pode ser substituído por outro."

Entoado pelo sacerdote ou, se for o caso, pelo cantor ou grupo de cantores, é cantado por toda a assembléia, ou pelo povo que o alterna com o grupo de cantores ou pelo próprio grupo de cantores. Se não for cantado, deve ser recitado por todos juntos ou por dois coros dialogando entre si.

É cantado ou recitado aos domingos, exceto no tempo do Advento e da Quaresma, nas solenidades e festas e, ainda em celebrações especiais mais solenes”.

Este hino não tem vinculação alguma com o ato penitencial. Eles constituem dois cantos rituais distintos. Por isso, não é correto fazer o seguinte comentário para o Glória: “Agora que já fomos perdoados, vamos nos alegrar e expressar a nossa gratidão a Deus pelo perdão recebido cantando o glória”.

"Gloria a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens de boa vontade" (Lc 2, 14)
Fontes:
http://cantaraliturgia.blogspot.com
 
Comentários: Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário!
Imprimir
 
 
 

DESTAQUES

Topo Direita

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber atualizações do nosso site:

DESTAQUES

VÍDEO EM DESTAQUE